Ensino Fundamental

 

Ambiente acadêmico, escola formativa

Dentre os objetivos gerais previstos nos Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental, destacamos:

“Desenvolver o conhecimento ajustado de si mesmo e o sentimento de confiança em suas capacidades afetiva, física, cognitiva, ética, estética, de inter-relação pessoal e de inserção social, para agir com perseverança na busca de conhecimento e no exercício da cidadania.”

 

Portanto, a proposta pedagógica contemporânea para o Ensino Fundamental está embasada em um processo educacional que tem por objetivo a formação da pessoa ao longo de nove anos de trabalho pedagógico, divididos em ciclos de desenvolvimento sócio-afetivo, cultural e intelectual (o Ensino Fundamental I e o II).

 

Assim, cabe ao Ensino Fundamental promover a educação integral, valorizar o conhecimento, as ciências, as artes e a cultura, bem como propiciar um ambiente escolar pautado em valores éticos e democráticos. Dessa forma, promove-se a disciplina por meio do diálogo e da solidariedade, contribuindo de forma responsável para o desenvolvimento do indivíduo e do cidadão.

 

O Ensino Fundamental, recentemente estruturado em nove anos, representa o mais longo ciclo de formação de toda a vida escolar. Durante esse percurso, o estudante passa da fase juvenil, até chegar à adolescência. Essa trajetória representa a fase mais complexa do desenvolvimento humano. Com mudanças profundas no corpo, no intelecto e no espírito. Devido a tal complexidade, o Ensino Fundamental foi estruturado em séries, com ciclos de desenvolvimento sócio-afetivo e intelectual; Ensino Fundamental I (1° ao 5° Ano) e Ensino Fundamental II (6° ao 9° Ano).

 

O Ensino Fundamental I tem por objetivo a alfabetização, desenvolvendo o pensamento e as habilidades cognitivas, sendo pautado no estudo da Língua Portuguesa e nas noções básicas de Matemática. Prioriza, inicialmente, o desenvolvimento da linguagem nos atos de ler, escrever, falar e calcular.

 

Deve existir, nesta fase, uma preocupação dos educadores com o processo de aquisição e desenvolvimento da linguagem, promovendo, de forma lenta e gradual, a passagem do pensamento concreto para o pensamento abstrato. No Ensino Fundamental I, a aprendizagem está na fase das noções – o objeto do conhecimento deve ser apresentado ao aluno de forma concreta e real, sem teorizações abstratas ou definições formais. O pensamento é livre para criar e estabelecer conexões.

 

Mais tarde, essas conexões devem ser sistematizadas. No Ensino Fundamental II, o processo de ensino aprendizagem entra na fase conceitual. Nesse momento, o objeto do conhecimento é representado de forma teórica por meio de definições e abstrações. O desenvolvimento de habilidades relacionadas à análise e interpretação de textos e a elaboração de cálculos e raciocínios mais complexos passam a ter grande importância – tanto quanto a apresentação de seus respectivos repertórios e a sistematização do conhecimento e do método científico.

 

Do ponto de vista sócio-afetivo, o estudante vive a crise de abandonar o horizonte emocional da infância para entrar definitivamente na fase de questionamento dos valores, próprio da adolescência. Nesse momento crítico, a educação formal tem um importante papel a desempenhar, apresentando valores éticos e morais, estabelecendo limites e parâmetros disciplinares claros. Ao valorizar o conhecimento, a cultura e as artes, a escola promove uma educação de caráter acadêmico e formativo.

 

 

Ensino Fundamental e Médio

Rua Antonio de Godoy, 3848
Bairro Redentora
São José do Rio Preto-SP
Fone (17) 3232-5000

Pré-Vestibular

Rua Marechal Deodoro, 3247         
Bairro Centro
São José do Rio Preto-SP
Fone (17) 3212-8186

Desenvolvido por Webplus